Category Archives: Recepção

amor-Deus-casamento

Sobre o amor, Deus e o casamento

Completo hoje quatro meses de casada.

Quatro meses lindos e abençoados. Meses onde conseguimos perceber, dias após dia, o quanto Deus tem trabalhado por nós (e em nós) com extrema dedicação e carinho.

Embora quatro meses pareça pouco, já são mais de 10 anos de relacionamento.

Durante todo esse tempo, tivemos altos e baixos e chegamos a nos separar por duas vezes.

Já superamos uma crise quase insuperável. Dessas que separam qualquer casal, sabe?

Mas não a gente! Não, não… Aqui não!

Naquele momento em que tudo pareceu perdido, houve restauração.

Não uma restauração qualquer, feita por nós mesmos. Mas uma restauração pela graça de Deus.

Sim, Deus nos restaurou! Deus fez um milagre em nós!

E Ele fez isso de forma tão perfeita, tão tremenda, tão cuidadosa, que é impossível não perceber que foi Ele o autor de tudo.

É por isso que, desde então, buscamos estar cada dia mais próximos de Deus.

Ainda contarei aos quatro cantos essa história toda, em detalhes. Mas, por hora, basta dizer que após o dia da restauração, nunca mais fomos os mesmos.

Nos voltamos para Deus e fizemos Dele a nossa verdade.

E, como consequência, Ele se inclinou para nós e derramou (e continua derramando) sobre nossas vidas bênçãos infinitamente melhores do que um dia ousamos imaginar.

O nosso casamento foi único e super emocionante, não foi apenas uma celebração comum.

E, quando olhávamos para o lado, víamos todos se emocionando com a gente. Foi maravilhoso!

Lágrimas, sorrisos, gritos de “uhuuu”, “aêêêê”, “lindooos”.

Um noivo que não parava de chorar e uma noiva cujo coração não parava de pular.

Sentimentos evidentes transformados em votos.

Palavras de amor, declarações silenciosas.

A realidade do amor de Deus estampada em nossos rostos, gritando em nossos corações.

Até aquelas pequenas coisinhas que saíram fora do planejamento, se tornaram lembranças preciosas para nós.

E hoje, como marido e mulher, temos uma aliança. E alianças são inquebráveis!

Vivemos uma vida de felicidade diária. Somos um, sem separação.

Somos muito melhores juntos, depois de casados.

O meu esposo brinca, dizendo com todo mundo: “Se eu soubesse que casar era tão bom, já tinha casado antes”.

E é exatamente assim que pensamos. O nosso casamento é muito melhor do que imaginávamos que ele poderia ser.

Estarmos juntos, como uma só carne, é melhor do que nunca.

E sabe por quê? Porque os planos de Deus são sempre melhores do que os nossos!

Porque Deus faz infinitamente mais!

Porque Deus é o amor!

Nós só conseguimos amar alguém de verdade quando o amor Dele está dentro de nós.

E quando digo AMOR, não digo atração sexual, carência, paixão, dependência, desejo de possuir o outro.

Digo amor de verdade! Amor, amor!

E quando se trata de casamento, não dá pra amar com displicência. De jeito nenhum!

Por que será que temos tantos divórcios?

Será que não nos falta conhecer o amor de Deus? Será que não precisamos entender melhor o que é o amor? Será que estamos mesmo dispostos a amar de verdade e nos doar?

Eu não sei todas as respostas, mas acredito que, quanto mais nos questionarmos sobre como amar melhor, melhor amaremos.

Casamento é coisa séria e precisamos compreender isso, todos nós.

Não só as esposas, não só os maridos. Os dois!

Para finalizar, eu preciso te dizer que este não é um texto religioso.

É apenas um relato e, talvez, até uma espécie de depoimento.

É somente um texto sobre o amor, Deus e o casamento, segundo a minha própria experiência.

Sobre como o amor de Deus mudou a minha vida e meu relacionamento. E como esse amor constrói, dia após dia, um casamento abençoado.

É algo que desejo muito compartilhar, pois é bom para mim. E, com tanta maldade no mundo, eu creio que tudo que seja bom precisa ser compartilhado (não é?).

Também gostaria de te dizer só mais duas coisinhas bem rápidas:

1ª- Coloque Deus no controle da sua vida, coloque Deus no topo do seu relacionamento.

Esteja no centro da vontade Dele, tenha e deixe-o agir. Ele fará maravilhas por você!

2ª- Ame de todo o seu coração! Não brinque de amar, não tenha medo. Não perca tempo mentindo, enganando ou sofrendo. Apenas ame!

Dedique-se a pessoa que você ama e transforme o seu casamento no seu maior projeto de vida (isso vale tanto para os casados, quanto para os que irão ou pretendem se casar).

E acredite (de verdade), não há limites para o amor!

Deixo abaixo o trecho de uma carta de aniversário que escrevi para meu esposo, na semana passada, e que combina muito com este post:

 

“Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (I Coríntios 13:7).

Versículo que pode ser clichê para uns, utópico para outros.
Mas, em especial neste momento, faz todo sentido em minha vida.
O amor é paciente e bondoso. O amor é paz!
É o sorriso, o abraço, o aconchego, a saudade.
Ele não é injusto, nem egoísta. Ele também não é mal.
O amor tem que fazer o bem, senão não pode ser chamado de amor.
O amor verdadeiro não acontece em um piscar de olhos, ele precisa das adversidades cotidianas para florescer.
São as dificuldades superadas que o torna grande e digno.
São as batalhas vencidas que o torna vitorioso e invencível.
Para existir, o amor precisa do perdão, da concessão, da renovação.
Ele precisa ser conhecido, reinventado, aperfeiçoado. Todo o tempo!
O amor não transforma ninguém em objeto, ele humaniza.
Ele pode até te fazer derramar algumas lágrimas, mas ele mesmo as enxugará.
Os mais incrédulos podem dizer que o amor gera dependência, mas não é verdade. O amor liberta!
Talvez seja por isso que o amor é tão frequentemente confundido com uma série de outros sentimentos ou sensações que, facilmente, se vão.
Mas o amor, o verdadeiro amor, ele permanece!
Permanece na fé, na esperança, na espera.
O amor sempre vale a pena, sempre.
Ele é inesgotável! Quanto mais você doa, mais você recebe.
O amor é a plenitude de Deus, é a sua principal dádiva.
E sem amor, não nos resta nada.

Que Deus abençoe você! Bjos!

Texto: Vanessa Alkmim (@vanessaalkmim) em coautoria com seu esposo Francisco Serafim (@fc.serafim)

Foto ilustrativa do post: Bianca Ramos

 


5 regras que você precisa seguir ao planejar seu casamento

5-regras-planejar-casamento

Você começou a planejar seu casamento e a quantidade de coisa a fazer é assustadora, não é?

Às vezes até pensamos que não vamos conseguir organizar tudo.

Mas, acredite! Nós conseguimos!

O mais importante é manter a calma, se planejar e deixar de lado os detalhes bobos que só te atrapalham.

Por isso, separei para você 5 regras que você precisa seguir ao planejar seu casamento de forma tranquila, divertida e longe de estresse.

REGRA 1 – SEJA REALISTA!

Antes de qualquer coisa, você precisa conversar com seu noivo e familiares para decidirem qual será o formato do casamento.

O tipo de lugar que vocês querem, o estilo, época do ano e número de convidados.

Divida as tarefas e comecem a trabalhar nos primeiros passos da organização.

Mas, durante esse começo já é importante manter sempre um orçamento em mente.

É bem comum ver casais que planejam um momento bem mais caro do que, na realidade, podem pagar. E isso é muito frustrante.

E, pra falar bem a verdade, quem disse que vocês precisam gastar rios e rios de dinheiro com o casamento?

O que tornará esse momento especial e inesquecível é o amor que sentem um pelo outro e não aquele vestido de estilista italiano, o local mais caro da cidade ou o Buffet mais requisitado da região.

Seja realista e focalize o que importa.

REGRA 2- FAÇA UM PLANO

Quando se trata de casamentos as coisas nem sempre saem conforme planejado. Mas, isso não quer dizer que você possa abrir mão de um bom planejamento.

Se imprevistos acontecem mesmo com organização, imagina só sem ela (pode ser um caos).

Faça um plano, crie e cumpra um calendário com tarefas e metas.

Se você colocar um plano em prática correrá menos risco de esquecer algo importante.

REGRA 3 – NÃO SE ENDIVIDE

Mesmo quando definimos um orçamento, sempre vem o desejo de gastar um pouquinho a mais quando alguma coisa diferente aparece.

Mas, se você fizer isso, ao final de todas as contratações vai perceber que precisará se endividar ou abrir mão de coisas bem mais importantes.

Defina seu orçamento e mantenha o controle de todos os gastos, isso com certeza irá poupá-la de estresses desnecessários e problemas financeiros futuros.

DICA:

Uma dica legal é dividir o seu orçamento geral em duas planilhas:

– uma de itens essenciais, com o orçamento X.

– e outra de itens supérfluos, com o orçamento Y.

Nunca retire verba do orçamento de itens essenciais para pagar por itens supérfluos. Mas, se você seguir o controle à risca e sobrar alguma quantia referente aos itens essenciais, pode usar esse valor para contratar algum mimo extra.

Tudo isso sem exceder o limite do orçamento geral.

MAIS UMA DICA:

Nem sempre o fornecedor mais caro será o melhor.

Pesquise, converse com outras noivas, peça por indicações!

Tenho certeza absoluta de que você encontrará trabalhos excelentes sem precisar pagar uma fortuna por eles.

REGRA 4 – SEJA POSITIVO!

Sempre haverá pessoas que colocam defeito em absolutamente tudo. E sempre haverá os que se incomodam com a felicidade dos outros.

Por isso, não desperdice o seu tempo com esse tipo de pessoa e não deixe que a negatividade delas atrapalhe esse período lindo que é o do planejamento.

Além das pessoas negativas, você também precisará contornar alguns contratempos no processo de organização.

Por exemplo: Pra que se irritar (e irritar também a todos ao seu redor) se você não pode pagar por um buquê de orquídeas? Ao invés de se descabelar por isso, pense em outra alternativa tão bonita quanto e pronto, bola pra frente.

Desconsidere os problemas inúteis. Não perca a oportunidade de ter um caminho feliz até o altar.
Mantenha o foco em todas as coisas boas, bonitas e alegres que estão à sua frente.

REGRA 5 – VOCÊ NÃO ESTÁ GORDA DEMAIS!

Não somos celebridades de Hollywood, meninas! Não vivemos em academias, salões de beleza, clínicas de estética, mesas de cirurgia.

E não temos também ninguém por conta de corrigir nossas imperfeições no Photoshop, temos?

Então, não temos nenhuma obrigação de ter a aparência das celebridades.

Não deixe que as revistas e as opiniões das outras pessoas definam quem você é.

Não estou dizendo que sou contra tratamentos estéticos, exercícios físicos ou manter uma boa alimentação.

Se exercitar e comer bem é ter saúde. E os tratamentos de beleza elevam a nossa autoestima, sim!

Não há mal nenhum em querer ficar bonita, pelo contrário, acho que manter a vaidade é vital para qualquer casamento.

Mas, não vale a pena sofrer e viver em função disso.

Aquele homem que está prestes a se casar com você a ama do jeito que você é.

E é assim que você precisa se amar também.

O que você achou das regras acima? Você tem mais alguma dica bacana para dividir conosco?

Participe aqui nos comentários.


 


8 erros que você não deve cometer logo após ficar noiva

8-erros-evitar-organizar-casamento

O noivado é um momento único e extremamente empolgante.

Mas, essa empolgação toda faz nos faz agir por impulso. O que pode resultar em alguns erros de planejamento.

Aqui vai uma lista com 8 erros que você não deve cometer logo após o noivado:

1- Fazer o anúncio em mídia social

Mesmo se você ficou noiva de surpresa ou se escolheu ter esse momento somente na companhia do seu noivo e mais ninguém, faça com que seus pais, amigos e familiares sejam os primeiros a saber.

Não publique imediatamente nas mídias sociais, as pessoas queridas merecem receber a grande notícia em primeira mão.

Esse descuido pode magoar as pessoas que você mais ama.

2- Escolher uma data muito próxima

Este é um erro bem comum quando você já quer ir logo juntando as escovas de dente.

O problema disso é que, se você definir uma data muito próxima, você irá:

1- Limitar suas opções de fornecedores: Os melhores fornecedores sempre terão a agenda cheia. Então, se você não contratá-los com antecedência, eles não terão mais disponibilidade para a sua data.

2- Pagar mais caro pelos serviços contratados: Não tem jeito, você só irá conseguir descontos e preços melhores se fechar serviços com um pouco de antecedência.

3- Ter muito mais estresse no planejamento: Com o tempo limitado, você precisará correr contra o relógio e se dedicar ainda mais a organização. Com isso, você terá menos diversão e mais momentos estressantes.

Por experiência própria:

Não fixe em uma data antes de encontrar o local do casamento.

Se você fizer isso, irá se decepcionar ao achar o local perfeito e, logo em seguida, saber que ele não está mais disponível para o dia que você escolheu.

Sempre defina primeiro o local, para só depois escolher a data e fechar com outros fornecedores. Já que muitos deles podem não ter outra data disponível e podem também não te reembolsar por completo, caso você precise cancelar o contrato.

Eu cometi este erro. (Sim, acreditem!)

Sempre tive em mente uma data, mas ao visitar o local ideal para o meu casamento, descobri que meu dia já estava ocupado.

Foi muito ruim. Mas, eu respirei fundo e percebi que teria que abrir mão de um dos dois: ou a data ou o local.

Abri mão da data (marquei para uma semana antes) e escolhi o local perfeito (qualquer data será especial, se nós a tornarmos especial).

E, só depois disso, comecei a fechar com os outros fornecedores.

3- Ignorar o orçamento

A primeira coisa que você precisa fazer antes de começar a planejar o seu grande dia é definir o orçamento.

Conversem e definam um orçamento viável e real. Além de decidirem também quem será o responsável por pagar cada coisa.

Este pode não ser o momento mais divertido do planejamento, mas mesmo assim precisa ser feito.

Não há nada pior do que sonhar grande demais e depois precisar sair cortando tudo que você quer, só para enxugar o orçamento.

Lembre-se de que os custos do casamento não se restringem apenas a cerimônia e recepção. Vocês também irão gastar uma boa quantia com moradia, mobília e lua de mel.

4- Convidar todo mundo por impulso

Este é um erro clássico!

Ficamos tão empolgadas que queremos convidar todo mundo para o casamento.

Mas, você vai descobrir que enxugar a lista de convidados é algo inevitável, se o dinheiro ou a capacidade do espaço escolhido for um problema.

Então, você irá se arrepender se sair por aí convidando cachorro, papagaio e periquito.

Faça sua lista de convidados, mas só convide no momento certo. Depois que tudo já está definido.

5- Deixar o Save the Date público

Seguindo a tradição americana, o Save the Date virou moda no Brasil. Mas, é preciso usá-lo com moderação.

Não envie o Save the Date para todos que você conhece e nem publique nas mídias sociais de forma pública.

Eu sei que você quer espalhar a novidade aos quatro ventos, mas tenha em mente que todas as pessoas que recebem esse lembrete também devem receber um convite para o casamento, ok?

6- Comprar o vestido com muita antecedência

A maioria das noivas que compram/alugam o vestido com muita antecedência terão dúvidas sobre o modelo que escolheram.

Pesquise, reúna inspirações, pense sobre os estilos que você gosta, peça sugestões.

Leve o tempo que for necessário para escolher e só escolha quando já tiver visto todas as opções.

Importante:

O erro de definir algo com muita antecedência vale para todos os detalhes da organização. Se você bater o martelo para tudo muito tempo antes do “sim”, vai acabar mudando de ideia.

7- Assumir todo o controle

É bem comum que a noiva assuma todo o controle da organização do casamento e deixe as vontades, opiniões e sugestões do noivo de lado.

Mas acreditem, meninas! Ao contrário do que se pensa, os noivos também querem participar deste momento (como cerimonialista, já vi vários noivos mais envolvidos do a própria noiva).

E, mesmo que o seu noivo seja mais desligado, vale muito a pena envolvê-lo nos preparativos.

Comece devagar, falem das coisas mais simples juntos. Não seja uma maluca controladora!

O casamento também é do noivo, então ele merece que suas ideias sejam ouvidas.

Aos poucos você vai perceber que ele está ao seu lado, te ajudando e participando de verdade.

Divida com ele as decisões, os dramas e a diversão.

8- Pedir opiniões demais

Os conselhos, opiniões e dicas das pessoas queridas são sempre bem vindos.

Mas, por outro lado, pedir várias opiniões antes de tomar toda e qualquer decisão vai deixá-la louca.

Lembre-se, é o seu dia e do seu noivo. Por isso é importante que a decisão final seja sempre de vocês dois.

Para finalizar…

Tenha em mente que o momento do casamento em si dura apenas algumas horas, mas o planejamento do seu grande dia dura meses e meses.

Então, você deve fazer com que esse período seja o mais prazeroso possível, para vocês dois.

Se você cometer algum dos erros acima, não se desespere. Tome decisões práticas, resolva e pronto. Não deixe que nada, absolutamente nada, estrague este momento.

Divirtam-se!


Você já cometeu algum erro durante essa fase de planejamento? Qual? Conta sua experiência pra gente aqui nos comentários…